É show

Loading...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Sou eu

Sou os livros que já li, as músicas que adoro e decorei, a saudade dos amores que há tempos já se foram, sou a agilidade de perceber, o dinheiro não poupado e desperdiçado, a ansiedade que me mata e a paciência que aprendi a ter. O tudo bem, tudo certo, tudo tranqüilo, sem reclamações. A presença constante de atitude. A confiança descarada. A insegurança e o medo não demonstrados. A possibilidade de não pensar no amor, que me faz ficar em casa, ou me faz sair, me divertir, beber, brincar, sorrir, sem pensar em nada, nem ninguém. A vontade de estar com amigos, velhos e novos. Sou chorão, manteiga derretida mesmo. Sou a consciência de que o mundo é grande, que sou muito pequeno e tenho muito a aprender. Sou as noites bem dormidas, mesmo quando preocupado. O café quente, a cerveja gelada, o vinho tinto a qualquer hora. Sou a criança de outrora que insiste em ser adulta. O amante mais amado, a boca mais bem beijada. Sou as saudades infindáveis da minha Avó, do colo da minha Mãe, das brigas com meus Irmãos e das brincadeiras que pouco tive com meu Pai. Todos com letra maiúscula mesmo, porque são o esteio da minha vida. Sou o tempo que demorei pra perceber o que é amar. Mas percebi e amei. Ahh e como amei, aliás, ainda amo! Amo a vida. Sou Pai, mesmo não sendo. Sou saudade das filhas que tive e não mais as tenho, mas que continuam vivas em meu peito, que vivem em meus sonhos e na minha memória. Sou a procura constante. Sou louco, pela vida, por minha família, pelos meus amigos. Sou Los Ermanos sempre. E não me diga que Ermano é com h, porque este “E” é de “especial”, pois é composto de pessoas especiais. Sou verdadeiro, autêntico e não levo desaforos para casa. O reconhecimento de que quando amo, passo a agir de acordo com as ordens do coração. Sou o equilíbrio, a razão e a emoção, cada uma na sua hora. Sou a sede e a fome. Sou carinhoso. Sou minha casa sempre limpa e organizada, mas também sou a cama desarrumada. Sou as roupas velhas que tanto adoro. Sou tudo e mais um pouco. Sou grato a DEUS por tudo que passei, por tudo que ainda está por vir, por todas experiências, boas e más e que de uma forma ou de outra, me fizeram aprender, porque o aprendizado é continuo e não podemos estagnar. Sou eternamente grato aos meus pais, pela educação que me deram, apesar de as vezes a deixa-la de lado, educação esta que ajudou a construir meu caráter, meus princípios e minhas convicções. Sou a busca incansável da felicidade. Sou a certeza da continuidade além-túmulo. Sou silêncio, sou palavra, sou tudo que eu quiser ser. MAS EU TENHO QUE QUERER.

Nenhum comentário:

Postar um comentário